quarta-feira, 2 de junho de 2010

Resenha do filme - A Fúria de Titãs

Título original: Clash of the Titans
País de origem: EUA
Gênero: Aventura
Ano de lançamento: 1981
Direção: Desmond Davis    
O filme Fúria dos Titãs é um dos poucos filmes sobre mitologia grega. Ele retrata a relação entre homens e deuses, a disputa pelo poder, o contraste entre a fragilidade dos homens e as forças da natureza e como o povo aceitava que suas vidas dependiam da vontade dos deuses, convivendo numa atitude acomodada e contemplativa. Nesse filme vemos a história de Perseu, nascido de um deus, porém criado como homem, filho de Zeus no mundo dos mortais, que ao nascer foi jogado ao mar juntamente com sua mãe, por ordens de seu avô, punindo-a por ter desonrado sua família. Inconformado com sua postura, Zeus pede para Poseidon levá-los a uma ilha segura, onde ele cresce com segurança com sua mãe. 
Tétis (deusa da beleza), numa atitude de vingança, por ter o seu filho, Calibus , punido com deformidades no corpo e aprisionado num pântano, enquanto o filho de Zeus belo em uma ilha, e vendo a rainha Cassiopéia (mãe de Andrômeda) considerar sua filha a mais bela das mulheres, furiosa ela lança uma maldição impedindo Andrômeda de desposar qualquer humano e foi destinada a Kraken (deus da água). Zeus para proteger e possibilitar seu filho para libertar Andrômeda ele o presenteia com armas de poderes divinos. Com um dos presentes, o capacete que deixa-o invisível. Perseu conhece Andrômeda e percebe que toda noite seu espírito é levado em uma gaiola por uma grande ave. Ele se apaixona por ela e tenta salvá-la. Para que a morte de sua amada não se concretizasse, Perseu saiu em busca de uma solução e descobriu que com a cabeça de Medusa, uma Titã que fazia qualquer ser vivo virar pedra caso olhasse para ela, lhe daria a oportunidade de enfrentar o Titã da água. Para conseguir a cabeça de Medusa, Perseu passa por vários perigos e luta com vários animais da mitologia, conseguindo vencê-los, pois além da determinação, ousadia e coragem ele teve grande ajuda dos deuses a pedido de seu pai que muito envaidecido e orgulhoso pelas atitudes heróicas de seu filho ordena para que nenhum dos deuses faça qualquer coisa contra a vida de Perseu e de seu povo. 
Pode-se constatar no filme um elo entre o período cosmológico o qual estamos abordando, onde o filme relata com ênfase a Mitologia Grega, a forte influência dos deuses, a crença em elementos (sobretudo água e fogo), tendo uma complexidade entre o mundo fictício e uma naturalidade entre o homem e o sobrenatural. 
Por ordem de Zeus, Perseu e Andrômeda serão perpetuados ficando entre as estrelas e constelações, para que os homens lembrem-se da sua coragem para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário